19 de fev de 2010

Diário de viagem – colocando as coisas em ordem


Desde que cheguei à Espanha esse foi o meu primeiro final de semana em casa, como vocês leram aqui no blog semana passada eu fui para Valencia. O dia começou bem tarde, porque eu precisava colocar o sono em dia. Eu ainda não tinha desfeito toda minha mala, quando eu cheguei aqui o calor era tanto que não havia necessidade de tirar as roupas de frio e os casacos pesados da mala. Bermuda e chinelo foram o que eu mais usei esses dias. Porem o tempo começou a virar esse final de semana. Sábado choveu fraco e domingo choveu granizo.

Como o dia estava com cara de final de semana e aqui não tem domingão do Faustão para passar o tempo, decidi colocar minhas coisas em ordem, arrumar meu quarto e dar uma geral na casa. A vida não é feita só de festas, precisamos manter a ordem quando dividimos uma casa com mais 4 pessoas. Depois de tirar tudo da mala e guardar no armário, inventei de limpar o banheiro. Os espanhóis têm uma noção de limpeza completamente diferente da nossa. As casas aqui não têm ralo, somente no chuveiro, e nada mais. A cozinha não tem ralo e o banheiro tampouco, eu só fui descobrir isso depois de ter jogado muito água e esfregado todo o chão com sabão, só então eu fui pensar em como fazer para tirar aquela água toda lá de dentro. Pelo que me disseram as empregadas aqui não lavam o chão e nem lavam a louça, só limpam onde os olhos alcançam.

Em bares e restaurantes é normal jogar tudo no chão, guardanapo de papel, restos de pão sobras de comida, eles pensam que se alguém vai limpar o chão, eles podem sujar, parece uma coisa normal para eles. Nas lanchonetes não podemos olhar para todos os lados e tampouco querer saber como foi feito o lanche para comer, afinal o que os olhos não vêem o estomago não sente. As carnes, a maionese fica tudo em cima de um balcão, no refeitório da UEM, os queijos e bacon ficam em pratos ao lado da chapa, com uns fios passando por cima, é melhor não descrever muito porque se não eu vou ficar reparando nessas coisas e parar de comer os lanches aqui da Espanha.

Mas voltando ao meu banheiro cheio de água, eu não sabia o que fazer para secar as poças que estavam formadas. As casas aqui não têm rodo como é comum usar no Brasil. Só uma vassoura e um esfregão, foi o que eu usei, passava o esfregão na água acumulada e torcia dentro do balde e depois de cheio jogava na privada. Foi a única maneira que eu encontrei de conseguir tirar toda a água que estava no chão e dei sorte de não ter inundado todo o apartamento. Agora eu já entendi como funciona aqui, vou varrer tudo pra de baixo do tapete e nada de água para limpar, só vou dar aquela tapeada mesmo.

Depois de muito custo consegui deixar tudo em ordem no apartamento e separei todas as minhas coisas para o primeiro dia de aula. A ansiedade esta grande, quero logo conhecer os professores, ver como serão as aulas, conhecer os estrangeiros da minha sala, mas agora eu tenho que dormir cedo pra estar bem disposto na minha aula amanha e não fazer como no Museo del Prado.

Hasta luego

Espero que estejam gostando de acompanhar o meu dia-a-dia na Espanha.

Beijos e abraços


Blog: Um mundo de esperiências

Nenhum comentário: