13 de fev de 2016

O que tem e o que não tem no Canadá

Agora que me mudei com a Camila para Montréal, Canadá, terei que deixar o Sigam-me os Bons em stand-by. Enquanto isso, vou postando no meu novo blog: Canadá Segundo os Brasileiros!

Neste primeiro post comentarei sobre algumas coisas que só vi aqui no Canadá e outras que não existem por aqui.

Começando por coisas que não existem aqui:

1. Programas sensacionalistas na TV

Sabe o Aqui Agora, Cidade Alerta, Datena e cia? Aqui não existe isso. Todos os jornais são sérios. Podem até ser mais informais, no formato de Morning Show, mas sem notícias sensacionalistas e sem apresentadores escandalosos. Um alívio hein?

2. Mulheres peladas na TV e desrespeito às mulheres

Aqui no Canadá é inimaginável um programa no estilo Gugu, Faustão e coisas do gênero com “assistentes de palco” ou dançarinas peladas. Os programas de auditório são bem comportados. Nada de decotes monstruosos, mini-saias ou mulheres de biquíni. Isto simplesmente não existe aqui. O respeito às mulheres é levado muito a sério. Os canadenses respeitam as mulheres e acima de tudo, elas também se respeitam.

Recente pesquisa do World Economic Forum também mostrou que o Canadá está entre os 20 países de maior igualdade entre homens e mulheres (como referência, o Brasil ficou em 62o). O desemprego entre as mulheres é menor que o dos homens (7% contra 8%). Ainda, as mulheres têm nível de escolaridade superior à dos homens.

Os anúncios de emprego precisam ser descritos em ambos os gêneros (ex: precisa-se de diretor/diretora) ou então é necessário colocar uma nota do tipo “O gênero masculino utilizado no texto inclui homens e mulheres, sem discriminação e com o único objetivo de abreviar o texto.” Aliás, nunca vi tantas motoristas (mulheres) de ônibus como em Montréal! Eu quase me arriscaria a dizer que são a maioria, mas não tenho um número para comprovar. Se eu achar, escrevo um post sobre isso. ;)

3. Leite Longa-Vida

Falar de comidas brasileiras é muito manjado. É claro que não existe pão de queijo, feijoada, etc. Mas achei interessante o leite. Diferentemente do Brasil, aqui não existe leite longa-vida, daqueles que duram meses. Isto porque todo e qualquer processo de modificação ou pasteurização do leite é proibido aqui. Com isto, somente leite fresco pode ser vendido. Eles vêm em saquinho (como antigamente no Brasil), em embalagem de plástico ou Tetrapak, mas sempre fresco, com validade de poucos dias. Só o que pode ser adicionado ao leite são as vitaminas A e D.

O objetivo é que só exista no mercado leite de qualidade e procedência, que não passou por nenhum processo químico ou de pasteurização (que danifica as proteínas e gorduras que dão sabor ao leite).

Com certeza são mais saborosos e saudáveis. Porém, são mais caros do que no Brasil. 1 litro custa $1,63.

Abaixo um vídeo sobre esta questão do leite no Canadá.

http://www.youtube.com/watch?v=jN33xm55C_k

4. Delegacias de Polícia

É curioso, mas não existem delegacias de polícia em Montréal (não sei como é nas outras cidades). Todos os policiais ficam na rua: de carro, a pé ou de bicicleta. Em qualquer emergência, rapidamente chegarão várias viaturas. Provavelmente esta é uma das razões para a cidade ser super segura.
Canadá
5. Rodo

Pois é, rodo. Não existe rodo aqui. Aliás, não existe ralo no banheiro ou na cozinha. Consequentemente, não se lava o banheiro, nem a cozinha. Então, pra que rodo não é? Nem pano de chão não existe. Para limpar o chão, só com esfregão ou com aquele pano que se prende numa coisa chapada, que se encaixa no cabo de vassoura. Seria isto aqui:



Continue a ler AQUI: Canadá segundo os brasileiros

Nenhum comentário: